Pular para o conteúdo principal

Postagens

Qual é a melhor regulagem de suspensão a AR? Dicas simples e sem frescuras

Qual é a melhor pressão?
Se você aplicar a pressão prescrita na tabela do fabricante estampada na canela da suspa, provavelmente ficará muito dura. Aquilo é determinado para salvar o equipamento do fabricante, logo, eles se preservam contra pilotos muito pesados, muito violentos, etc. Então, a melhor maneira é conseguir chegar à pressão ideal ao seu peso e ao seu estilo de pedal. Vamos a três situações que ilustram o pouco e o excesso:

1) muito macia: você sente mais as irregularidades do terreno nos braços e nota que a bicicleta balança durante as pedaladas. Isso significa que uma suspa muito mole acaba drenando a força do piloto.

2) muito dura: você praticamente não distingue entre suspensão travada e aberta. Nessa situação, você terá poucos benefícios do amortecimento.



3) pressão ideal: você sente que a suspensão lê corretamente o terreno, não passa tanto o impacto das irregularidades aos seus braços e não sente a bicicleta oscilando enquanto você pedala forte com a suspensão aberta.

Postagens recentes

Como amaciar o câmbio dianteiro SRAM GX 2 x 11v

A Specialized Epic HT feminina da minha esposa deveria ter vindo com o trocador dianteiro Shimano SLX, segundo as especificações constantes no site. Só que isso não aconteceu. Veio o duríssimo GX, equipando uma bike feminina, que deveria ser naturalmente macia.

A primeira vez que vivenciei o problema foi quando fui levar a bicicleta na assistência justamente para que resolvessem o câmbio duro. No início do caminho, tentei algumas vezes trocar para a coroa grande e não conseguia. Aí entendi do que a mulher reclamava.

Infelizmente os mecânicos não resolveram a questão, trocaram o cabo (que estava com dobraduras dentro do conduíte), lubrificaram, mas a dureza/aspereza continuou.

Meses depois, resolvi me dedicar ao problema. Numa tentativa de copiar o sistema SLX, alarguei o ponto de ancoragem através de um parafuso. A alavanca do Shimano é de uns 5 cm, enquanto do GX é praticamente 1 cm. Então, rosqueei um parafuso allen na polca de fixação do cabo, furei a cabeça deste parafuso e fiz o…

6 meses depois e lá se foram as pastilhas!

Nos últimos pedais comecei a notar que os freios já não funcionavam como antigamente (cerca de 3 meses). Um certo barulhinho durante exigências maiores me fizeram ficar com uma pulga atrás da orelha.

Até que numa limpeza de rotina, resolvi dar uma olhadela mais minuciosa na espessura das pastilhas e constatei que restava apenas uma casquinha, tanto nas dianteiras, quanto nas traseiras.

Paranoia à parte, levei a bike de carro até a oficina e pedi uma checagem de pastilhas. Eu estava certo, o material abrasivo restante era o suficiente só para uma margem de segurança antes de chegar ao estado ferro-contra-ferro.

Mudar o avanço e a altura do guidão implica em quê exatamente?

Lixo de Carbono ou depósito de Quadros OEM?

Autor:
As imagens dos dois lixos de peças de carbono publicadas no site do link abaixo é reveladora das complexidades envolvidas no mercado paralelo dito OEM.

Sabe-se que os grandes fabricantes investem pesadamente no controle de qualidade dos seus componentes, fato que redunda em aumento da rejeição de peças.

A pergunta que fica é, quantos desses rejeitos não acabam ingressando no mercado de componentes similares? Em vista da imensa procura, devido ao baixo peso, por componentes de carbono, é viável supor que uma parte desses lixos acaba sendo “reciclada” por consumidores desavisados, ou melhor, que se fazem de desentendidos achando que a única diferença entre componentes originais e os OEM é o abismo entre preços.

De qualquer forma, esses consumidores se convertem em laboratórios vivos de testagem de peças que não passaram nos testes. Logicamente, muitos deles testemunham nas redes que usam há muito tempo componentes OEM e nunca aconteceu nada, blá,blá,blá, enquanto out…

O declínio violento das bikes aro 26! Uma Full Suspension a preço de banana!

Autor:
Se você não é preconceituoso com as aros 26, então o momento atual é a sua chance de nadar num mar de pechinchas! Estão sendo anunciadas no mercado bicicletas top por preços absurdamente baixos.

Um exemplo que me vem à mente é ter-me deparado numa oficina de bikes com essa Cannondale Scapel-SI de 2009 full suspencion:


Seus componentes são de primeiríssima linha, começando pelo lendário amortecedor Lefty e amortecedor traseiro Fox.

E a coisa não para por aí, veja o guidão de carbono...

E o canote também de carbono...

Agora, quando sabemos que as caríssimas rodas são Mavic Crossmax SL, então a coisa fica de cair o queixo!

O grupo também não fica atrás, com pedivela FSA, câmbio traseiro SRAM X0, câmbio dianteiro SRAM XTR, disco hidráulico Shimano Deore!

Uma Cannondale fabricada nos Estados Unidos, ou seja, num nível de excelência que vai muito além das chinesas e taiwanesas que estamos acostumados a ver por aí.

E o preço? O cara pedia 3 mil reais, mas a joia ficou mof…