Pular para o conteúdo principal

Postagens

O declínio violento das bikes aro 26! Uma Full Suspension a preço de banana!

Autor:
Se você não é preconceituoso com as aros 26, então o momento atual é a sua chance de nadar num mar de pechinchas! Estão sendo anunciadas no mercado bicicletas top por preços absurdamente baixos.

Um exemplo que me vem à mente é ter-me deparado numa oficina de bikes com essa Cannondale Scapel-SI de 2009 full suspencion:


Seus componentes são de primeiríssima linha, começando pelo lendário amortecedor Lefty e amortecedor traseiro Fox.

E a coisa não para por aí, veja o guidão de carbono...

E o canote também de carbono...

Agora, quando sabemos que as caríssimas rodas são Mavic Crossmax SL, então a coisa fica de cair o queixo!

O grupo também não fica atrás, com pedivela FSA, câmbio traseiro SRAM X0, câmbio dianteiro SRAM XTR, disco hidráulico Shimano Deore!

Uma Cannondale fabricada nos Estados Unidos, ou seja, num nível de excelência que vai muito além das chinesas e taiwanesas que estamos acostumados a ver por aí.

E o preço? O cara pedia 3 mil reais, mas a joia ficou mof…
Postagens recentes

Quando trocar as pastilhas de freio?

Autor:
A resposta a essa pergunta depende de alguns condicionantes:

- se você visita regularmente o seu mecânico de bikes, então fica frio, pois ele nunca te deixará sem freio;

- se você dá uma olhadinha no estado das pastilhas eventualmente enquanto limpa a bicicleta, então estará sempre a um passo atrás do abismo da falha total;

- se você observa o quanto as manetes de freio estão caindo e o ajuste do parafuso chegou ao fim, sabe que chegou a hora de fazer alguma coisa antes de virar um “tom-sem-freio”;

Se você não se enquadrou em nenhuma das condicionantes acima, então provavelmente é do tipo de andar na bike até o colapso, que infelizmente acontece quando mais precisamos dos freios.

Para quem não pratica manutenção preventiva, vão aqui algumas dicas que, decerto, pouco servirão, porque implicam necessariamente na adoção de bons hábitos.

- A espessura média das pastilhas de uma bicicleta é em torno de 2 milímetros. Os fabricantes recomendam a troca quando uma delas est…

Perguntas que devem ser feitas na compra da 3ª bicicleta

Autor:
Por acaso, a primeira bicicleta se compra pensando principalmente na questão custo-benefício. Logo, é melhor gastar o menos possível, pois a próxima troca pode ocorrer num piscar de olhos, no meu caso, um mês após troquei de bicicleta.

A segunda bicicleta você já sabe mais ou menos o que quer, já definiu o seu estilo de pedal, portanto, pode se dar ao luxo de ir além da coisa simples que atende às necessidades.

A terceira bicicleta é o que veremos aqui. Sabendo-se que você já está safo e conhecedor do seu perfil, é chegada a hora de voar mais alto.

29” ou 27.5”?
Se ainda subsiste essa dúvida, você provavelmente ainda está na segunda bike e não na terceira, pois as vantagens das 29” são absolutamente contundentes para se deixar levar por qualquer hesitação em relação ao assunto.

Esferas soltas ou rolamentos selados nos cubos?
Não me venham falar do melhor cubo Shimano (já que todos são de esferas soltas contra cones), porque depois que experimentei o mundo dos rolame…

Descrição magnífica de um pedal mágico

Autor:

Lamentem os ciclistas que moram nas planícies, pois as zonas serranas nos dão muito maior prazer do que pedalar apenas contra o relógio!

Minha companheira de pedal, que por acaso é minha esposa, descreve um dos nossos roteiros preferidos em meio à luxuriante vegetação subtropical que caracteriza a nossa região.
Fique com o seu relato que vale a pena!
http://www.teliga.net/2017/03/quem-tem-bike-vai-roma-nova.html

Por que a suspenção “perneta” Cannondale Lefty não virou padrão até hoje?

Autor:

Sem dúvida é uma tecnologia formidável que, no entanto, mais de uma década após o seu surgimento, continua sendo adotada apenas por uma marca de bicicleta, apesar da Fox e a Rock Shox já terem fabricado neste período partes, ou toda a suspa sob encomenda da Cannondale. Aí nos perguntamos, que fatores estarão por trás da rejeição de uma tecnologia que se revelaria matadora no universo Mountain Bike?

Na qualidade de usuários, temos que nos fazer tais perguntas e pesquisar a fundo os motivos de tal exclusividade tão continuada. Para fins de reflexão, elenco alguns contratempos enfrentados pelos proprietários de Lefty que podem nos ajudar a entender se temos ou não estofo para suportá-los.

Para retirar a roda você tem que desparafusar o caliper do freio: apesar da facilidade de se poder trocar o pneu sem a remoção da roda, para tirar a roda é necessário desparafusar um dos parafusos  do caliper do freio e afrouxar o outro.

Problemas presentes nos modelos anteriores a 201…

Linha de qualidade de Grupos Shimano e Sram

Autor:
A imagem abaixo mostra em linha a sequência em ordem crescente dos grupos dos 2 maiores fabricantes de componentes. Do mais simples, barato, pesado e tosco, ao mais sofisticado, caro, leve e preciso.

As coisas começam a melhorar bastante a partir do X5, assumem ares de seriedade no Deore e daí para cima se profissionalizam. Mas isto não quer dizer que você não tenha o direito de usufruir de um grupo compartilhado por campeões.

A escolha da bicicleta ideal depende da sua frequência, engajamento e expectativas na atividade do ciclismo. Conheço gente com um tremendo carro na garagem que se arrasta nos pedais com uma bike mequetrefe, o que prova em última análise que tudo é uma questão de prioridades de vida.


Como calcular ângulos de ladeiras “insubíveis” usando o Google Street View?

Autor:
Quem de nós ciclistas não viaja um pouco no Street View na hora de planejar as nossas rotas? Pois bem, no olhômetro facilmente cometemos erros que depois nos provocam arrependimento do tipo viajei no Google é me ralei!

Uma das maneiras de se calcular a altimetria é através de percentual, obtendo-se a hipotenusa entre a altitude (ponto mais baixo e ponto mais alto) e a distância percorrida.
Este site fornece instruções para calcular o ângulo por percentual: http://www.praquempedala.com.br/blog/subida-com-inclinacao-de-10-15-5-voce-sabe-o-que-quer-dizer-isso/

Acho medidas de inclinações por percentuais um tanto confusas. O melhor mesmo é calcular o ângulo puro, porque aí é bate levou! Não dá margem a interpretações.

Leia este artigo que dá dicas para se calcular o ângulo de inclinação de uma rua e aprenda que se 10 graus é uma coisa absurda, 16 graus é algo do inferno! https://www.if.ufrgs.br/~lang/Textos/Ruas_estradas.pdf

Como a minha cidade é um conjunto de abismos…